Detalhes da notícia

Por Secom Prefeitura de Toledo | Postado em: 25/01/2019 - 08:25
Prefeitura e UTFPR elaboram plano de reutilização de vidro
Por meio de um projeto vencedor no concurso do Instituto 3M para Estudantes Universitários, com prêmio de R$ 50 mil, o desenvolvimento para tal ação foi possível.
Prefeitura e UTFPR elaboram plano de reutilização de vidro

A Prefeitura de Toledo, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, em parceria com a Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR, visa utilizar o resíduo de vidraçarias, garrafas, entre outros, para serem reciclados e utilizados de maneira sustentável e com custo acessível. Nos próximos dias deve estar implementado equipamento completo para a realização deste processo no Aterro Municipal.

Por meio de um projeto vencedor no concurso do Instituto 3M para Estudantes Universitários, com prêmio de R$ 50 mil, o desenvolvimento para tal ação foi possível. O trabalho que conquistou a premiação é da acadêmica Isabelle Costa que fez defesa em Sumaré, São Paulo. O trabalho foi iniciado pela aluna Mayra Branco. O orientador geral do projeto é o professor Ricardo Schneider.

O equipamento possui uma Mesa de Gravidade que está sendo passado como comodato para a Associação de Catadores. O processo deverá separar o vidro em cores e, por meio do equipamento, deverá transformar em pó. Com essa ação o vidro ganha mais valor. O Secretário de Meio Ambiente destaca que uma das ideias é reaproveitar o material para a utilização em obras públicas, além de realizar a comercialização do mesmo.

O Secretário destaca que uma das ideias é aproveitar que uma das ideias é reaproveitar o material para a utilização em obras públicas, além de realizar a comercialização do mesmo. “Este é um material que se não for bem utilizado acaba se tornando lixo, literalmente. O objetivo é reaproveitar o vidro transformando-o em pó de vidro fazendo a substituição dele pela areia utilizada na construção. São várias ações que podem ser utilizadas de forma sustentável e que irá agregar desenvolvimento da cidade por meio deste material. Hoje nada se enterra, tudo se cria, transformando problemas em solução”, explica Mosconi.

A UTFPR, no Grupo de Polímeros e Nanoestruturas (GPAN), trabalha com o estudo de materiais vítreos com acadêmicos do curso de Engenharia Civil e Tecnologia em Processos Químicos. O Professor Ricardo Schneider salienta que o vidro tem pouco valor agregado e acaba não sendo valorizado. “Quando transformado em pó, conseguimos comportar mais, assim pode ser vendido/comercializado com maior valor agregado. Além disso, o GPAN estuda novas metodologias para aplicação de materiais vítreos, bem como rotas de remediação deste tipo de resíduo”, finaliza Ricardo.



Compartilhe:
Notícias relacionadas

Fale conosco
Integração, a sua rádio!
Uma programação preparada especialmente para você!
Rua Almirante barroso, 2018, CEP 85900-020 Centro Comercial Catedral, sala 18
© 2019 | Todos os direitos reservados
Desenvolvido por 4aw